sábado, 7 de janeiro de 2012

Surpresa chinesa

Não era a primeira vez que ele estava visitando a China. Aliás, já havia pisado várias vezes naquele diferente país de costumes tão distintos de seu querido Brasil. Seu trabalho tornou a visita ao outro lado do mundo algo rotineiro, mas aquela vez era um pouco diferente, um amigo o havia acompanhado para dividir essa experiência e aqueles não eram dias costumeiros de solidão.
Se divertia com o amigo, que não falava o inglês, quem diria entender algo em chinês. E assim que o avião pousou, deu o primeiro conselho:
- Olha, é um país muito diferente, com uma culinária excêntrica e estranha. Não pergunte muito sobre a comida. Se não sabe o que é, coma. Pode ser que goste e pode ser positivo não ficar sabendo...
Explicou que nas primeiras vezes sentiu dificuldades com a comida, mas atualmente já experimentou muitas coisas, até espetinhos de gafanhoto e baratas, que lá são tratadas e limpas, diferentes das nojentas baratas de esgoto que estamos acostumados a ver.
Uma noite visitaram um lindo restaurante, daqueles mais tradicionais e com aparência de caro. Alguns pratos foram sendo servidos e o amigo foi comendo, lembrando o primeiro conselho recebido quando tocou o solo chinês. Um "enroladinho", que lembrava um charuto árabe, chamou a atenção dele, pelo sabor e boa aparência. Com a fome que estava, o visitante comeu vários.
- Nossa, esse aqui é uma delícia, hein?! O que será que é? - perguntou.
O garçon estava próximo e ele perguntou sobre o prato. Deu risada quando soube e indagou ao amigo:
- Você tem certeza que quer saber?
O outro hesitou, mas resolveu satisfazer sua curiosidade.
- Ele disse que é carne de cachorro, que é muito boa e temperada com capricho...
O amigo sorriu amarelo, mas estava dançando conforme a música. Como diria um conhecido seu: "já está no inferno? Abrace o diabo!". Perguntou no que era enrolado; se em repolho, folha de uva...
Ele perguntou ao garçom, novamente deu risada e repetiu "você tem certeza mesmo que quer saber?".
- O Garçom falou que é enrolado em pele de cachorro curtida, que é uma iguaria aqui, muito fino...
O amigo deu risada, o que poderia fazer? Mas, no fundo, pensou que alguns conselhos são bons de serem seguidos...

18 comentários:

  1. Caramba!
    Para mim, só ficam duas alternativas:
    Comer e não perguntar; ou
    Na dúvida, não comer nada!
    E o pior é que mesmo perguntando antes, pode acabar não entendendo...
    Boa crônica, Wolber!

    ResponderExcluir
  2. Eca, eu preferia perguntar e não comer. Adoro comer em restaurantes chineses aqui no Brasil. De agora em diante vou prestar mais atenção nos enroladinhos que tem por lá. rsrsrs Feliz ano novo, querido.

    ResponderExcluir
  3. Grande Leonel! Tudo bem, meu amigo?

    Com certeza, imagine tentar entender, mesmo pelo inglês o que um chines diz...

    É, eu sou dos que gostam de saber o que está comendo. Bobear, ali, procuraria um Mc Donald's. Claro, tomando cuidado para não pedir um Mc Dog...

    Um abração, amigo!

    ResponderExcluir
  4. Hahaha! Olá Ivana!

    Eu também curto uma comida chinesa por aqui, mas o Brasil dá uma salutar mudada em várias culinárias...

    Pode ficar tranquila, nem que a gente quisesse conseguiria comer carne de cachorro indo ao China In Box.

    Pelo menos eu espero... rs

    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Nossa!

    Isso eh que eh aventura!

    E isso eh que eh coragem estomacal!

    Uma delicia de ler... ( Nao de comer...)

    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Olá, minha amiga policial! Tudo bem?

    Haha, essa aventura colocaria medo na policial mais destemida, não é?

    Que tal o espetinho de baratas?? Acho que daria muito mais medo a você do que entrar em um tiroteio, hein?! :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Boa Wolbones. Leitura fluída, legal de ler. Tão bom quanto ouvir o próprio Velho contando!
    aquele abraço!

    João Macul.

    ResponderExcluir
  8. Wolber, isso é que dá querer inserir-se na cultura local. Mas aqui no Brasil também temos nossas idiossincrasias locais, que poderiam horrorizar visitantes estrangeiros. Devemos todos "macunaimizar" e gozar.
    Jás ia me esquecendo, ontem publiquei uma vídeo-postagem sobre o Leminski, dá um conferes.
    Abraços, Paulo Bettanin.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CONVITE

      Primeiro, eu vim ler o seu blogue.
      Agora, estou lhe convidando a visitar o meu, e se possivel seguirmos juntos por eles. O meu blogue, é muito simples. Mas, é leve e dinamico. Palpitamos sobre quase tudo, diversificamos as idéias. mas, o que vale mesmo, é a amizade que fizermos.
      Estarei grato, esperando VOCÊ, lá.
      Abraços do
      http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

      Excluir
  9. Grande Johnny!!

    Que elogio, meu amigo!! Seu velho é um excelente contador de historias (e historias verdadeiras, o que é melhor ainda!). Escrever algo a altura é um ideal.

    Obrigado, irmão!!!

    Abração!!! E abraço no velho tambem!!

    ResponderExcluir
  10. Olá Paulo!

    Com certeza, passar de uma cultura para outra, muitas vezes, gera um choque.

    Por isso acho maravilhoso conhecer outras culturas e, quando o estômago permite, experimentar tudo o que podemos, para saber o que nossos irmãos, tão perto e tão longe, pensam, comem, vivem.

    Um Abração!

    ResponderExcluir
  11. Olá Zé Maria!

    Obrigado pela visita! Assim que possivel estarei em seu espaço também.

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  12. Ahá, minha amiga policial! Sabia que você fugiria deste desafio.

    Na verdade, algo desta magnitude precisa muito mais de estômago do que de coragem... :)

    Beijo!!

    ResponderExcluir
  13. Oi Wolber, olha eu aqui de volta!
    Nossa, eu ri muito lendo essa crônica...
    Conhecer novos lugares, novas culturas, pessoas novas é muito legal, mas se "aprofundar" tanto assim na cultura chinesa eu, particularmente, não arriscaria!
    Prefiro meu bom e velho feijão, com arroz e de quebra uma buzada!

    Bom ler seus textos...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Olá Joyce! Tudo bem, minha amiga?

    Haha, pois é, adentrar em culturas, muitas vezes, te joga em meio a essas situações, engraçadas e dificeis.

    Vá se preparando... :)

    Que bom recebê-la de novo por aqui!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  15. Ótimo texto! Meus parabéns. Adorei, adorei. ;D
    Super organizado e franco de linguagem. hehe
    Estou seguindo seu Blog sem medo ok? Muito bom aqui hehe \õ
    Quando puder e quiser visitar o meu, sinta-se convidado :D
    Sucesso SEMPRE, abração.


    Ewerton Lenildo - Academia de Leitura
    papeldeumlivro.blogspot.com
    @Papeldeumlivro

    ResponderExcluir
  16. Olá Ewerton! Tudo bem?

    Muito obrigado pelos elogios! Fico feliz que tenha curtido o teto. ;)

    Passarei em seu blog, com prazer.

    Um abração!

    ResponderExcluir